Assessoria de Imprensa

Caixas de gordura: perigo constante e pouco remediado por empresas


-
Caixas de gordura: perigo constante e pouco remediado por empresas

Assunto debatido constantemente em veículos de comunicação e tema presente no cotidiano de muitas empresas, a preocupação ambiental se tornou o grande desafio para empresários e cidadãos de todos os cantos do mundo. Tanto o morador distante dos grandes centros urbanos, como as indústrias e organizações de variados portes e segmentos, hoje, se preocupam com o que deixarão de legado para as próximas gerações.

Recente estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil revelou que, referente ao saneamento básico no país, houve um avanço de 11,7% no atendimento de esgoto nas cidades analisadas e de 4,6% no tratamento dos mesmos. Os dados se referem aos anos de 2003 e 2008, onde foram analisadas 81 cidades brasileiras e 72 milhões de habitantes. Somente esta parcela da população gera diariamente 9,3 bilhões de litros de esgoto, dos quais apenas 3,4 bilhões recebem tratamento.

Para Franz Souza, diretor de planejamento da Mariano e Souza Ambiental, empresa que atua no combate e tratamento de esgotos e efluentes, “os empresários devem se conscientizar mais em relação aos dejetos produzidos. As empresas não possuem a real ideia de quanto agridem o meio ambiente com a poluição de rios e esgotos. Tratar seus efluentes pode, e deve, se tornar pré-requisito obrigatório para uma empresa se tornar sustentável”.

Souza complementa que, “muitos ainda não se conscientizaram que, por exemplo, as caixas de gordura de suas empresas, de qualquer que seja o porte ou atuação, é um dos grandes perigos à sociedade. A má conservação deste item irá gerar uma degradação ao meio ambiente muito significante, e, com o tempo, criar crostas que irão entupir a saída para a rede de esgotos, devido o acúmulo de óleos, gorduras e restos de comidas”.

Empreendimentos de grande porte, como shopping centers, supermercados, redes de atacadistas e varejistas acabam produzindo diariamente uma quantia exorbitante de materiais que são prejudiciais ao meio ambiente, fruto do refugo de suas produções. “Se empresas destas magnitudes não tiverem cuidados com seus dejetos, e cuidados com o tratamento dos mesmos, o desafio pela preservação de rios, esgotos, mananciais e solos se tornará cada vez mais um obstáculo inalcançável para aqueles que preservam e contribuem com o futuro do planeta”, conclui o diretor de planejamento da empresa.

Fonte: Franz Souza, diretor de planejamento da Mariano e Souza Ambiental, empresa com oito anos de experiência no tratamento de esgotos, efluentes, caixas de gordura, além da comercialização de biorremediadores e avaliação de passivo ambiental de empresas dos mais variados segmentos.
 

Depoimentos

“Acho o trabalho da Ato Z bárbaro. Os profissionais têm muito cuidado com os clientes. Nos tratam com amizade, cuidado e carinho. É uma parceria que funciona...

Leandro Montesino

do MMeilus Studio

Notícias

Assessoria de imprensa gera autoridade para profissionais e empresas que desejam ser referência
A autoridade cria uma distinção entre você e o restante do mercado. De quem as pessoas querem comprar?
Saiba Mais
Sua empresa tem planejamento para 2017?
Conteúdo e relacionamento estratégicos podem tornar sua marca referência nacional
Saiba Mais
Cia de Franchising é o novo cliente da Ato.Z Comunicação Inteligente
Assessoria de imprensa nacional e produção de conteúdo
Saiba Mais
45 DIAS FREE. BLACK WEEK: PACOTE DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PARA UM ANO
A sua marca precisa de conteúdo estratégico?
Saiba Mais
Assessoria de imprensa para atuação nacional Assessoria de imprensa para expansão de redes de franquias
Assessoria de imprensa estratégica para atuação nacional
Saiba Mais

Newsletter

Receba novidades sobre o mercado de comunicação empresarial e sobre a Ato Z Comunicação. Cadastre-se!