Assessoria de Imprensa

Criação do centro de referência para tratamento de acidentados nas mãos é proposta de Fórum em São Paulo


Segundo levantamento de especialista, cerca de 70% das transferências que ocorrem em hospitais são de pessoas que sofreram acidentes nas mãos
Cliente: 
Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão
Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão

Como está o atendimento nos hospitais para pessoas que sofreram acidentes nas mãos? A rede pública está preparada para atender vítimas de afecções e lesões nos membros superiores? O assunto será abordado por Flávio Faloppa, ortopedista e especialista em cirurgia da mão, durante o Fórum Social e de Defesa Profissional dos Especialistas em Cirurgia da Mão, que acontece em São Paulo, no dia 30 de julho.

Segundo o especialista, o objetivo da apresentação é levar ao conhecimento do público: advogados, profissionais de saúde, políticos, representantes da sociedade e outros interessados, o que ocorre com as pessoas que sofrem acidentes nesta parte do corpo. “É um panorama para demonstrar quais as complicações ocasionadas quando esta pessoa não tem um atendimento apropriado, realizado por um profissional que tenha conhecimento para lidar com lesões na mão”.

Um levantamento realizado pelo próprio médico apontou que cerca de 70% das transferências que ocorrem em hospitais de São Paulo são de pessoas que sofreram acidentes nas mãos. “São inúmeros acidentes em crianças, ocasionados pelo manuseio de facas ou outros objetos cortantes e os acidentes de trabalho, mãos e dedos amputados ou dilacerados, dentre outros”, complementa o especialista.

Doutor Flávio Faloppa, que há mais de 30 anos trabalha com ortopedia de mãos e membros superiores, defende que para evitar o surgimento de lesões graves e até irreversíveis, há necessidade da criação de uma estrutura dentro do setor público de saúde para canalizar tais casos e resguardar um atendimento adequado para os pacientes. “Devemos recriar os centros de referências para o atendimento de pessoas acidentadas nas mãos, que já foram extintos. Locais similares aos destinados para o tratamento de queimados. Um lugar específico para conduzir uma criança acidentada em casa e atender um operário que corta o dedo na sua atividade. Em muitos hospitais não têm um profissional ortopedista especializado no tratamento de mãos”.

O especialista afirma que há uma repercussão social pela falta de atendimento adequado com esse tipo de paciente, muitas vezes, pela falta de conhecimento específico do profissional que está em prontos socorros. “É notório o número de pessoas que se afastam de suas atividades, sendo obrigadas a recorrer aos benefícios da Previdência Social”, e complementa: “Ao ser atendido e acompanhado por um profissional capacitado para cuidar das lesões em tendões e ligamentos, com certeza ele poderá retornar à sua atividade mais rapidamente e desonerar os custos da Previdência”, finaliza.

Durante o Fórum Social e de Defesa Profissional dos Especialistas em Cirurgia da Mão, ainda serão apresentados outros temas: implantes e reimplantes, atendimento de emergência, acesso aos produtos da saúde, salários da categoria médica.

Serviço:
Fórum Social e de Defesa Profissional dos Especialistas em Cirurgia da Mão
Organização: Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão
Data: 30 de julho de 2010 – início 9h
Local: Auditório do Hospital Santa Catarina – Avenida Paulista, 200, São Paulo
Palestra: “A situação atual do atendimento do acidentado no trabalho”, com Flávio Faloppa, Ortopedista e especialista em cirurgia das mãos. 
Mais informações e inscrições: (11) 5092-3434 / 3426

Programa preliminar
9h - Abertura: Presidente da SBCM – Objetivo do Fórum. – Dr. Gilberto Ohara.
9h05 - Presidente da Comissão de Ética e de Defesa Profissional: Existe uma política de saúde para os traumas e afecções da mão no país – Prof. Luiz Carlos Sobania.
9h15 - A situação atual do atendimento do acidentado no trabalho – Dr. Flávio Faloppa.
9h25 - A situação dos reimplantes no Brasil. Reimplante é importante? Temos regras para transplantes, mas não para reimplantes. O Que falta? - Prof. Rames Mattar Jr.
9h35 - A demanda reprimida na urgência retardada. – Dr. Luiz Koiti Kimura.
9h45 - A demanda reprimida na cirurgia eletiva. – Dr. Ivan Chakkour.
9h55 - De quem é a responsabilidade legal pelo retardo no tempo de atendimento.      Indenização? – Dr. Eduardo Murilo Novak.
10h05 - A falta de acesso aos produtos da saúde necessários ao tratamento de nossos pacientes. – Dr. Sérgio Yoshimasa Okane.
10h10 - Como estão nossos honorários na tabela dos convênios e no SUS? – Dr. Samuel Ribak.
10h25 - Como estão nossos salários? - Dr Luis Renato Nakachima.
10h35 – Coffe Break.
11h - Com a Palavra os Convidados – representantes das entidades, associações e órgãos públicos convidados debatem a respeito dos temas propostos.
12h - Perguntas e debates com a platéia.
13h – Almoço.
15h - Assembléia Extraordinária da ABCM.
18h - Conclusão com a CARTA DE SÃO PAULO.

Atendimento à imprensa:
Ato Z Comunicação
Elaine Pereira – e-mail: redacao@atozcomunicacao.com.br  
Rubem Dario – e-mail: redacao3@atozcomunicacao.com.br 
Telefone: (11) 2092-4011

Depoimentos

“Acho o trabalho da Ato Z bárbaro. Os profissionais têm muito cuidado com os clientes. Nos tratam com amizade, cuidado e carinho. É uma parceria que funciona...

Leandro Montesino

do MMeilus Studio

Notícias

Assessoria de imprensa gera autoridade para profissionais e empresas que desejam ser referência
A autoridade cria uma distinção entre você e o restante do mercado. De quem as pessoas querem comprar?
Saiba Mais
Sua empresa tem planejamento para 2017?
Conteúdo e relacionamento estratégicos podem tornar sua marca referência nacional
Saiba Mais
Cia de Franchising é o novo cliente da Ato.Z Comunicação Inteligente
Assessoria de imprensa nacional e produção de conteúdo
Saiba Mais
45 DIAS FREE. BLACK WEEK: PACOTE DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PARA UM ANO
A sua marca precisa de conteúdo estratégico?
Saiba Mais
Assessoria de imprensa para atuação nacional Assessoria de imprensa para expansão de redes de franquias
Assessoria de imprensa estratégica para atuação nacional
Saiba Mais

Newsletter

Receba novidades sobre o mercado de comunicação empresarial e sobre a Ato Z Comunicação. Cadastre-se!