Notícias


Circulação de jornais aumenta no Brasil

Crescimento de jornais registra recorde histórico no país
Circulação de jornais aumenta no Brasil

 

Enquanto no mundo o futuro dos jornais impressos se encontra incerto, o cenário para os jornais brasileiros está cada vez mais promissor. Segundo dados do IVC (Instituto Verificador de Circulação), que audita métricas de desempenho de veículos impressos e digitais no país, o mercado de jornais cresceu 1,8 % no ano passado. O crescimento da circulação diária foi de 4,52 milhões de exemplares. Conforme a entidade, este resultado representa um recorde histórico para o país.

Para Pedro Martins Silva, presidente do IVC, em entrevista concedida ao jornal Folha, no dia 24 de janeiro, a razão para este crescimento se deve à expansão das edições digitais dos jornais. Os exemplares digitais somaram 4% de toda a circulação dos jornais brasileiros, e a estimativa do IVC é que eles cheguem a 6% em 2013.

 A expansão dos jornais, que superou até mesmo o crescimento da economia do país - fato raro em outros países -, promete avançar ainda mais com as versões digitais dos impressos, através do aumento da banda larga e dispositivos móveis. De acordo com o balanço do instituto, as assinaturas de jornais tiveram crescimento de 3,4%, e os números de vendas avulsas permaneceu estável.

Ato.Z Comunicação participa do programa Empreendedorismo Gerando Solução

Diretora da agência explicou de A a Z o trabalho de uma assessoria de imprensa
Ato.Z Comunicação participa do programa Empreendedorismo Gerando Solução

Na estreia do programa Empreendedorismo Gerando Solução, exibido no dia 17 de janeiro pela TV Geração Z, ao ar também pela TV UOL, a sócia e diretora da Ato.Z Comunicação, Meriellin Albuquerque, contou como uma assessoria de imprensa pode trazer benefícios para as pequenas e médias empresas. O programa, que foca no mundo dos negócios, foi apresentado por Jaques Grinberg Costa, diretor da rede Easycomp Plus.

A diretora esclareceu uma das principais diferenças entre os serviços desenvolvidos pela assessoria de imprensa e os serviços de uma agência de publicidade. "Na publicidade, o cliente paga para sair em um determinado espaço. Já na assessoria de imprensa, o espaço é conquistado em forma de reportagem, e sua visibilidade está alinhada à credibilidade do veículo. Desta forma, o cliente obtêm uma grande atenção do leitor, pois a notícia passou pelo crivo dos jornalistas e ganhou legitimidade", ressalta.

Meriellin também comentou sobre os novos recursos a serem explorados com o advento das mídias sociais. "Não basta somente estar presente na rede, é preciso dialogar e se relacionar! As pequenas e médias empresas precisam ter uma gestão eficiente para proporcionar conteúdos relevantes, que são fundamentais nesse tipo de mídia. E, a partir disto, mensurar resultados e identificar oportunidades para solidificar a marca no mercado com mais eficiência", conclui Meriellin.

Como as marcas devem usar as redes sociais

Firefly Millward Brown revela dez regras para as marcas se envolverem positivamente com as mídias sociais
Como as marcas devem usar as redes sociais

 

A Firefly Millward Brown realizou uma pesquisa para descobrir as preferências dos usuários nas redes sociais. A empresa listou para as marcas dez regras para atingirem os internautas com eficiência. Por exemplo, a personalização é algo que os usuários gostam, mas eles também não querem se sentir perturbado. Veja abaixo como as marcas podem se envolver positivamente nas mídias sociais:
 
1. Não recrie sua página inicial na mídia social: os consumidores querem ver algo novo, não uma repetição da informação que pode encontrar no site oficial da marca.
 
2. Ouça primeiro e depois fale: um grande problema é que somente o consumidor internauta fala, não conseguindo obter uma resposta da marca. Os usuários querem conversar com as marcas na rede social.
 
3. Construir a confiança por ser aberto e honesto: a transparência é fundamental para as marcas nas mídias sociais, sendo o fator mais crítico na construção da confiança. No entanto, os consumidores percebem que as marcas preferem se esconder atrás de políticas e procedimentos, do que admitirem suas falhas.
 
4. Dê a sua marca um perfil: as marcas muitas vezes sofrem nas mídias sociais, isso porque elas não têm um profissional para responder aos consumidores. Isso evita que consumidores se engajam ativamente nas mídias sociais.
 
5. Ofereça algo de valor: os consumidores estão mais propensos a responder as marcas que ofereçam algo real e tangível, de preferência, sem querer algo em troca. Descontos e cupons estão em voga, mas podem criar desconfianças. Conteúdo exclusivo é bem avaliado pelos consumidores.
 
6. Seja relevante: os consumidores querem ver conteúdo que se relacionam com a sua vida, seus interesses e suas necessidades. Curiosamente, vários entrevistados comentaram sobre a falta de relevância para as marcas de produtos como detergente, amaciante de roupa e produtos de limpeza. Nas mídias sociais os consumidores estão mais críticos sobre o conteúdo que não são considerados relevantes.
 
7. Fale como um amigo e não como uma entidade corporativa: os consumidores querem que as marcas se comuniquem em uma linguagem simples e casual. Eles não querem falar com um técnico de vendas.
 
8. Dar aos consumidores algum controle: para operar de forma eficaz, as marcas devem renunciar de parte do controle que eles mantiveram por muitos anos. As marcas devem abraçar a entrada do consumidor e promover a gestão da conversa de forma eficaz.
 
9. Deixe os consumidores encontrar você: os consumidores não querem sentir que as marcas estão impondo as mensagens. A percepção fica evidente quando as marcas são "intrusivas" e a publicidade “interruptiva" nas mídias sociais.
 
10. Deixe o consumidor falar para você: marcas atingem a glória quando os consumidores tomam as iniciativas para defendê-las. A campanha recente da Toyota, onde pessoas reais falaram sobre suas histórias no Facebook, foram selecionadas para um anúncio de televisão.
 
 
Fonte: http://www.proxxima.com.br/proxxima/negocios/noticia/2012/11/21/Como-as-marcas-devem-usar-as-redes-sociais-.html

Depoimentos

“Acho o trabalho da Ato Z bárbaro. Os profissionais têm muito cuidado com os clientes. Nos tratam com amizade, cuidado e carinho. É uma parceria que funciona...

Leandro Montesino

do MMeilus Studio

Notícias

Assessoria de imprensa gera autoridade para profissionais e empresas que desejam ser referência
A autoridade cria uma distinção entre você e o restante do mercado. De quem as pessoas querem comprar?
Saiba Mais
Sua empresa tem planejamento para 2017?
Conteúdo e relacionamento estratégicos podem tornar sua marca referência nacional
Saiba Mais
Cia de Franchising é o novo cliente da Ato.Z Comunicação Inteligente
Assessoria de imprensa nacional e produção de conteúdo
Saiba Mais
45 DIAS FREE. BLACK WEEK: PACOTE DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PARA UM ANO
A sua marca precisa de conteúdo estratégico?
Saiba Mais
Assessoria de imprensa para atuação nacional Assessoria de imprensa para expansão de redes de franquias
Assessoria de imprensa estratégica para atuação nacional
Saiba Mais

Newsletter

Receba novidades sobre o mercado de comunicação empresarial e sobre a Ato Z Comunicação. Cadastre-se!