Notícias


Quais os termos mais utilizados em assessoria de imprensa?

-
Quais os termos mais utilizados em assessoria de imprensa?

As profissões e os seus segmentos sempre têm termos e palavras específicas, em comunicação organizacional não é diferente. A Ato Z Comunicação preparou um minidicionário com as palavras mais utilizadas em assessoria de imprensa.

Release: texto informativo, com objetivo de provocar interesse de cobertura jornalística e divulgação ou esclarecer e responder à mídia sobre algum fato ocorrido com o assessorado.

Mailing: mala direta, com endereços eletrônicos utilizada para divulgar informações aos meios de comunicação. Há detalhes como nome, editoria, telefone, e-mail, endereço, entre outros dados que possibilitam um relacionamento com os jornalistas.

Media training: treinamento feito por assessores de imprensa aos empresários, políticos, artistas, atletas e profissionais em geral, de forma estratégica para o relacionamento com a imprensa.

Pauta: assunto, tema a ser abordado em uma matéria jornalística.

Clipping: material extraído dos meios de comunicação, nos quais o assessorado apareceu como fonte da notícia. Seja impresso, TV, Rádio e internet.

Centimetragem: é a medida realizada dos clippings para identificar o valor alcançado com cada matéria.

Press-Kit: pasta, sacola ou caixa que possibilite reunir releases, brindes, fotos, credenciais para facilitar a cobertura jornalística, entre outros materiais da empresa assessorada.

Gerenciamento de crise: é a ação da assessoria de imprensa diante de uma exposição negativa do cliente, em que a empresa e o setor de comunicação deverão atuar de maneira conjunta para oferecer as informações com precisão e clareza para os diferentes veículos de comunicação com o objetivo de evitar uma exposição que prejudique a imagem da empresa.
 

O que a audiência quer do jornalismo online?

Entre os dias 9 e 11 de Novembro, Terra e Itau Cultural discutem o assunto na edição de 2010 do Media On
O que a audiência quer do jornalismo online?

A quarta edição do Media On – evento que tem como objetivo propiciar um debate sobre os desafios e perspectivas do jornalismo online no Brasil e no mundo - começa nesta terça 9, com Susan Grant, vice-presidente executiva da CNN News Services, e Aron Pilhofer, editor de interactive news do New York Times, debatendo as iniciativas inovadoras que têm desenvolvido para seguir conquistando a audiência em tempos de transformação do perfil do consumidor com a multiplicação das mídias.

De 9 a 11 de novembro, o seminário, que é uma realização do Itáu Cultural em parceria com o portal Terra, será o palco de muitas outras discussões envolvendo o crescente mercado de jornalismo digital. Nesta edição, Os Novos Caminhos do Jornalismo: o que a Audiência Quer Consumir e Como? será o tema-chave. Para exemplificar, em um dos painéis usuários da web demonstrarão ao vivo como selecionam o conteúdo e navegam pelas sociais.

O início do segundo dia do evento começa com a pauta mais quente do momento, tablet, e-readers e smartphones. O debatedor será o jornalista argentino Pablo Mancini, gerente de serviços Digitais do Grupo Clarín, mediado por André Deak. Em mídias sociais versus sites de jornalismo, Matthew Eltringham, expert da BBC, Julian Gallo, autor e diretor dos sites Cukmi e capsula.2210.com, a discussão em pauta é como os jornalistas precisam atuar para conviver com a agilidade da informação.

No pós-eleição, o Media On reúne os jornalistas responsáveis na internet pelas campanhas dos três principais candidatos à presidência da República: Marcelo Branco (Dilma Roussef), Soninha Francine (José Serra) e Caio Túlio Costa (Marina Silva). A mediação será do jornalista e apresentador da CBN Heródoto Barbeiro.

O mercado publicitário será indagado em Anunciantes Valorizam Conteúdo ou Audiência? João Batista Ciaco, diretor de publicidade e marketing da FIAT para América Latina e presidente da ABA, Carlos Werner, diretor de marketing da Samsung, Abel Reis, presidente da Agência Click, e Sérgio Valente, presidente da DM9DDB, terão a tarefa de responder.

Com programação gratuita, os interessados devem chegar ao Itaú Cultural, em São Paulo, com 30 minutos de antecedência. Grupos podem solicitar reserva antecipada pelo e-mail: itaucultural@comunicacaodirigida.com.br. O Media ON também pode ser acompanhado ao vivo pelo site oficial do evento (clique aqui).

Fonte: M&M Online

Revistas customizadas: forte impacto no cotidiano dos consumidores

As veiculações customizadas podem ser uma estratégia importante para atrair e reter clientes, e, o mais importante, os investimentos podem estar ao alcance das pequenas e médias empresas
Revistas customizadas: forte impacto no cotidiano dos consumidores

Se diferenciar no mercado atual, seja em qual for o segmento, pode ser uma árdua tarefa. Investir na marca, nos serviços prestados, na qualidade da mão de obra, além de ficar atento aos concorrentes pode demandar tempo demais e resultados de menos para seus negócios. Entretanto, nem tudo está perdido. Com a informação chegando ao consumidor cada vez mais rápida e de diversas formas, muitas organizações começam a adotar estratégias diferentes para chegar a seu público alvo e atrair suas atenções: as revistas customizadas – publicações relacionadas a uma marca ou empresa.

Nos Estados Unidos o mercado de revistas customizadas já representa um volume de negócios de U$$ 1,5 bilhão. Ainda não existe um levantamento semelhante no Brasil, mas estima-se que o mercado destas veiculações gire em torno de R$ 500 milhões. Atento a este segmento, muitas empresas e organizações acabam optando por este tipo de mídia, conseguindo reter clientes e aproximando, cada vez mais, os possíveis consumidores.

Para Meriellin Albuquerque, diretora de planejamento da Ato Z Comunicação, “com a criação de um veículo próprio, o primeiro benefício é a criação de um banco de dados qualitativos de seus clientes. Ganhar a assinatura da revista customizada no ato da primeira compra pode ser uma forte estratégia. Com isso, basta veicular notícias do interesse de sua empresa e do mercado que atua para abastecer os consumidores de informação. Destacando sempre a seriedade e a relevância do conteúdo, já que o mercado das publicações customizadas, além de possuir veículos com credibilidade enorme, é fortemente disputado”.

Estas veiculações ajudam também no fortalecimento da marca. Criando um conteúdo relevante, com um projeto gráfico atrativo é possível prender a atenção do leitor e tornar o seu veículo leitura obrigatória no cotidiano do mesmo. Entretanto, Meriellin ressalta que é preciso ficar atento à continuidade da publicação, já que “caso o leitor goste ou simpatize com a revista de sua empresa ou instituição, ela tentará, na medida do possível, se manter fiel a ela. Porém, com o surgimento de novas publicações, não será tão difícil ele encontrar um veículo – talvez de seu concorrente ou alguma empresa de outro segmento – para substituir sua leitura mensal”.

Para muitas empresas, principalmente as de pequeno e médio porte, era inviável pensar em estratégias como estas há alguns anos. Mas com o aumento da demanda por este serviço, muitas agências de comunicação passaram a disputar este potencial mercado, gerando, assim, benefícios para os possíveis compradores. “O mais importante é criar um conteúdo relevante e estratégico para a empresa, afinando cada vez sua relação com seus stakeholders. Isso servirá para diversos fins, entre eles, fixar a marca de sua empresa ou serviço no mercado, reter e conquistas novos clientes”, conclui Meriellin.

 

Saiba mais:Meriellin Albuquerque, jornalista, especialista em marketing e diretora de planejamento da Ato Z Comunicação, agência especializada em desenvolvimento de conteúdos, estratégias e assessoria de imprensa. 

Depoimentos

“Acho o trabalho da Ato Z bárbaro. Os profissionais têm muito cuidado com os clientes. Nos tratam com amizade, cuidado e carinho. É uma parceria que funciona...

Leandro Montesino

do MMeilus Studio

Notícias

Assessoria de imprensa gera autoridade para profissionais e empresas que desejam ser referência
A autoridade cria uma distinção entre você e o restante do mercado. De quem as pessoas querem comprar?
Saiba Mais
Sua empresa tem planejamento para 2017?
Conteúdo e relacionamento estratégicos podem tornar sua marca referência nacional
Saiba Mais
Cia de Franchising é o novo cliente da Ato.Z Comunicação Inteligente
Assessoria de imprensa nacional e produção de conteúdo
Saiba Mais
45 DIAS FREE. BLACK WEEK: PACOTE DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PARA UM ANO
A sua marca precisa de conteúdo estratégico?
Saiba Mais
Assessoria de imprensa para atuação nacional Assessoria de imprensa para expansão de redes de franquias
Assessoria de imprensa estratégica para atuação nacional
Saiba Mais

Newsletter

Receba novidades sobre o mercado de comunicação empresarial e sobre a Ato Z Comunicação. Cadastre-se!